segunda-feira, 20 de agosto de 2012

MANIFESTO - EMENDA CONSTITUCIONAL 2012




Manifesto

Peço a cada destinatário para encaminhar este texto a um mínimo de vinte
pessoas de sua lista de endereços e, por sua vez, pedir que cada um deles
faça o mesmo.

Em três dias a maioria das pessoas no Brasil terá esta mensagem. Esta é uma
idéia que realmente deve ser considerada e repassada para o Povo.

Lei de Reforma do Congresso de 2012 (emenda da Constituição do Brasil):

1. O congressista receberá salário somente durante o mandato. E não terá
direito à aposentadoria diferenciada em decorrência do mandato.

2. O Congresso contribui para o INSS. Todo o fundo (passado, presente e
futuro) atual no fundo de aposentadoria do Congresso passará para o regime
do INSS imediatamente. O Congressista participa dos benefícios dentro do
regime do INSS exatamente como todos os outros brasileiros. O fundo de
aposentadoria não pode ser usado para qualquer outra finalidade.

3. O congressista deve pagar para seu plano de aposentadoria, assim como
todos os brasileiros.

4. O Congresso deixa de votar seu próprio aumento de salário, que será
objeto de plebiscito.

5. O congressista perde seu seguro atual de saúde e participa do mesmo
sistema de saúde como o povo brasileiro.

6. O congressista está sujeito às mesmas leis que o povo brasileiro.

7. Servir no Congresso é uma honra, não uma carreira. Parlamentares devem
servir os seus termos (não mais de 2), depois ir para casa e procurar
emprego. Ex-congressista não pode ser um lobista.

8. Todos os votos serão obrigatoriamente abertos, permitindo que os
eleitores fiscalizem o real desempenho dos congressistas.

Se cada pessoa repassar esta mensagem para um mínimo de vinte pessoas, em
três dias a maioria das pessoas no Brasil receberá esta mensagem.

A hora para esta emenda na Constituição é AGORA.

É ASSIM QUE VOCÊ PODE CONSERTAR O CONGRESSO. Se você concorda com o
exposto, REPASSE, se não, basta apagar.

Você é um dos meus + 20. Por favor, mantenha esta mensagem CIRCULANDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário