sábado, 20 de novembro de 2010

Título: O DIA

"O Dia" é o o primeiro poema, por mim escrito, de um segmento denominado de "Trilogia Granmaniana." Talvez o personagem "Granmar" seja uma projeção mental, emocional e poética do ser humano ideal ou, talvez, seja o herói que eu ou quaisquer outros homens, machos ou fêmeas, não podem ser jamais...

O DIA

Sinto o hálito desses dias próximos,
irreversíveis dias que virão
sem que muitos estejam a esperar.
Nesses, que diferirão pela estranheza,
nada de fontes impuras
e nem trilhas prá caminhar.
Porque o Sol alumiará os campos
dos corações enegrecidos
e das mentes assimétricas
num colóquio de sentimentos a expressar.
Então a ordem sobrepujará a anarquia,
a soberba em humildade,
numa sinonímia do amar.
E eu, que transigente sou,
não translúcido me acharei no dia,
nem opaco.
Transparente me acharei
e meu nome será Granmar.

Autor: RUI RICARDO RAMOS.
Poetizado no dia 13 de junho de 1991.

Nenhum comentário:

Postar um comentário