terça-feira, 30 de novembro de 2010

QUANDO ERA ASSIM.

Cantava o choro e a alegria
com a mesma afinação,
letra e música em harmonia
em tom de animação.

Era a própria poesia
que gerava a canção,
quando o poeta conhecia
os dengos da inspiração.

E era noite e era dia
não havia separação,
era sonho e magia
aqui no meu coração.

Por RUI RICARDO RAMOS.

NOTA: Texto poetizado em 24.06.1991. Inédito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário