domingo, 16 de janeiro de 2011

CAMPINA GRANDE.

Dizem os simples
que a tua graça
está no teu jeito acolhedor,

cantam os poetas
palavras doces que te enternecem:

"Doce mel,
o meu dos lábios jovens
das fêmeas que ao teu relento
caminham com graça,
e te preenchem, e te povoam."

Não sei se o meu destino
está junto ao teu
com o escorrer dos tempos,

no entanto, me envaedece
do teu ventre me ver crescendo
e ouvir nos meus sucessos
me chamares de teu filho.

Que creças tu
em tamanho e progresso
e dos filhos teus
cresça o amor por te, CAMPINA.

Por RUI RICARDO RAMOS.

NOTA: Texto poetizado em 11.12.1987. Uma homenagem dirigida a Campina Grande/PB. Inédito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário