quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

NOVO TÓPICO NO BLOG: ECOLOGIA E AMBIENTALISMO.

AQUECIMENTO GLOBAL E TERRORISMO CLIMÁTICO.

O Pós-doutor, Luiz Carlos Molion, defende com veemência a tese de que a temperatura do planêta não está subindo e que a ação do homem, com a emissão crescente do CO2 e outros poluentes, nada tem a ver com o propalado aquecimento global. Boa notícia?
Nem tanto, diz.
Molion sustenta que está em marcha um processo de resfriamento do planêta. "Estamos entrando numa nova era glacial o que para o Brasil poderá ser pior", pontifica. Para Molion, por traz da propagação catastrófica do aquecimento global, há um movimento dos países ricos para frear o desenvolvimento dos emergentes.
O clima da Terra, diz ele, é resultante de tudo o que ocorre no Universo. Se a poeira de uma super-nova que explodiu a 15 milhões de anos for densa e passar entre o Sol e a Terra, vai reduzir a entrada de radiação solar no sistema e muda o clima. Este ciclo de aquecimento muito provavelmente já terminou em 1988. Existem evidências, por medidas feitas via satélite e por cruzeiros de navio, de que o Oceano Pacífico está se aquecendo fora dos trópicos - daí o derretimento das geleiras - e o Pacífico tropical está esfriando, o que significa que estamos entrando em uma nova fase fria. "Quando esfria é pior para nós."
Quando a atmosfera fica fria ela tem menor capacidade de reter a umidade e, aí, chove menos.
Eu gostaria que aquecesse realmente, diz Molion, porque, durante o período quente, os totais pluviométricos foram maiores, enquanto de 1946 a 1976 a chuva no Brasil, como um todo, ficou reduzida.

Publicado em Blog-Jornal O Campineiro por RUI RICARDO RAMOS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário