terça-feira, 21 de dezembro de 2010

O QUERER.

És bússola
das estrêlas do meu céu,
és farol do mar
dos meus sonhos
e das noites
mal dormidas
pelo afã de te querer.

És o próprio milagre da vida
que se fecunda
nas manhãs ensolaradas,
quando te vejo;
És a fecundidade das sementes
que se deixam engravidar
no ventre dos solos raros.

És flôr
e te fizeste,
criaste os canteiros
do jardim em que te vi,
és tudo quanto desejo e,
pelo simples fato de existires,
existo!

Por RUI RICARDO RAMOS.

NOTA: Texto poetizado em 25.10.1991. Inédito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário