sábado, 25 de dezembro de 2010

O PURO AMOR.

Falas de amor
E dizes que amas,
Entretanto, restringes,
És exclusivo
Proprietário desse amor ...?
Que amor que nada!
Onde existe esse
Que não repartes
Em proporções
De pura misericórdia?

Por RUI RICARDO RAMOS.

NOTA: Texto poetizado em 02.09.1993. Inédito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário