terça-feira, 7 de dezembro de 2010

A DÚVIDA.

Viverei eternamente
como vivem os deuses?
Se não, de vida em vida
aprendendo e ensinando?
Então viverei?
É isso, viverei ...?
nunca termina ...
se transforma,
mas nunca termina!?

Por RUI RICARDO RAMOS.

NOTA: Eram dias difíceis. As dúvidas pairavam sobre o meu ser e, este texto poetizado na madrugada de 11.06.1994, reflete, um pouco, das minhas angústias a procura de certas respostas. Eram tempos da minha juventude e da minha curiosidade a respeito da vida. Hoje, homem maduro que sou, obrigo-me a dizer-lhes que ainda não encontrei todas as respostas que procuro. Entretanto, encontrei algumas que tornaram-me o reflexo do que hoje sou. As outras dúvidas, administro-as, simplesmente, com maior sabedoria e paciência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário