quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

MORRER.

Morrer...!
Morrer não é o pior.
Pior é viver morto,
se entregar ao desleixo da acomodação
e dos vícios perniciosos,
escravisar o corpo e o espírito.
Morto para os sonhos,
morto para o pensar,
morto para o produzir,
morto para amar.
Morrer é consequência do viver,
viver morto sugere fraqueza.
Prefiro a morte
do que viver morto.
Entretanto,
viver é preciso e de direito,
até que, de fato,
a morte venha
e nos resgate para a vida.

Por RUI RICARDO RAMOS.

NOTA: Texto poetizado em 04.07.1994, ao amanhecer. Inédito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário