sábado, 18 de dezembro de 2010

A DEPENDÊNCIA.

Existir sim,
cada momento,
nessa imagem
que acalenta.

Sendo frágil,
do peso que enverga,
correr por obstáculos
e saltar por sobre intrigas.

Sobrepujar o mais
tirano adversário:
a dependência,
qualquer que seja.

Por RUI RICARDO RAMOS.

NOTA: Texto poetizado em 27.04.1990. Inédito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário