quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

FLUI A RAZÃO.

Perdi alguma coisa no passado,
na imensidão escura dos tempos,
procuro a razão do sentido podado,
que me traz em brisa leve
a ternura dos campos.
Tenho da acidez do fruto
estranho sabor,
me sinto,
em breve momento,
num toque raro do saber
que traz à consciência a dor
de não poder da névoa amorfa do passado,
raros momentos viver.

Por RUI RICARDO RAMOS.

NOTA: Texto poetizado em 1980. Inédito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário