sábado, 11 de dezembro de 2010

RECORDAR.

Voltar,
Voltar sempre
Prá recordar o que foi,
O que passou,
O que ficou,
O que não pode mais ser,
Nem é,
Nem será.
Porque se foi sem explicação
Sem rastro,
Sem referencial,
Sem culpa ...!

Por RUI RICARDO RAMOS.

NOTA: Texto poetizado em 01.03.1994. Inédito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário