segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

O PINGO.

O pingo pinga,
pinga tanto
que fura a pedra.

A pedra dura
o pingo pinga
e fura.

Fura a pedra,
o pingo
e pinga
até se derramar.

E escorre
o pingo
sobre a pedra
e pinga
escorrendo
para o mar.

Por RUI RICARDO RAMOS.

NOTA: Texto poetizado em 25.10.1991. Inédito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário